Vídeo

Terrorismo poético 4: solidificando a dissidência

1 nov

Sensacional o novo trabalho do artista alternativo multimídia Maicknuclear. Vale a pena ver que existe vida inteligente e crítica, que não precisa da chancela idiotizante da indústria cultural. Assistam e divulguem!!!!!

Anúncios

4 Respostas to “Terrorismo poético 4: solidificando a dissidência”

  1. Eduardo Roberto fevereiro 16, 2014 às 8:21 pm #

    Legal o documentário. Porém, muitas músicas presentes nele são do Zamba. Ele é um cantor que faz rap contra a “nova ordem mundial”. Uma das músicas do documentário é essa: http://www.youtube.com/watch?v=HFZhPCz2VG0

    Já li por aí sobre tudo. Falam que os “illuminatis”, “sionistas” ou qualquer sociedade secreta tem o domínio da economia mundial. É estranho.

    Também percebi que tanto o documentário quanto as músicas tem um teor de falar para as “massas”.

    Enfim, isso tudo seria paranoia? Loucura?

    Pode parecer uma pergunta bem boba e leiga, mas dependendo da sua resposta eu passarei a ignorar esse tipo de coisa.

    Abraços

    • annagicelle fevereiro 17, 2014 às 2:14 am #

      Olá Eduardo, o terrorismo poético não é bem um documentário, é muito mais uma intervenção de arte marginal urbana, promovida pelo Maicknuclear (o carinha que idealizou e realizou o curta). Com relação à sua pergunta, eu não acredito em illuminati e nem em conspirações sionistas, a maior parte disso não passa de teoria de conspiração com um ranço desagradável de preconceito etnocentrista. Existe um grande número de pessoas que acreditam nesse tipo de bobagem nos EUA, mas lá também 46% da população acredita na bíblia e se recusa a ter aulas de biologia, então eu não considero esse público como parâmetro adequado numa discussão sensata. A economia mundial é complexa e hoje se encontra nas mãos de vários tipos de corporações: bancos, indústria farmacêutica, fabricantes de armas, exploradores de petróleo e grandes conglomerados de mídia. Nenhum deles se esconde, pelo contrário, interferem abertamente na política e na economia do planeta e se comportam como se não houvesse fronteiras e nem legislações nacionais… Eu diria para você não perder seu tempo com esse tipo de teoria porque a vida é curta demais… Um grande abraço.

      • Eduardo Roberto fevereiro 17, 2014 às 9:47 am #

        Obrigado! =)

        Eu tava vendo um vídeo da senhora chamado “bibliografia”. Vou focar naquilo.

        Hahah, estou meio empolgadão nisso… eu não sou da área mas sou um curioso por natureza.

        Com certeza aparecerão mais perguntas por aí…

        Abraços!

      • annagicelle fevereiro 17, 2014 às 11:25 am #

        fique à vontade para comentar, palpitar e perguntar que o espaço é para isso mesmo!!!

        abraços!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: