Vídeo

Cantinho da História 88: Peronismo

5 mar

Octogésimo oitavo episódio da série educativa Cantinho da História, abordando o Movimento Nacional Justicialista, conhecido como Peronismo, a pedido do canal PensaBrasil.

Anúncios

4 Respostas to “Cantinho da História 88: Peronismo”

  1. Tiago Cardoso março 9, 2014 às 11:37 pm #

    Professora, assistindo ao vídeo sobre a Apologia da História, algumas questões me vieram a cabeça principalmente referentes aos desafios da área para aqueles que ingressam hoje em uma graduação em História ou que acabam de se graduar neste curso, que conselhos a senhora daria para o jovem historiador? E sobre a regulamentação da profissão no Brasil, o que a senhora pensa?

    • annagicelle março 10, 2014 às 12:44 pm #

      Bom, o conselho mais prático que posso dar é: nunca feche porta alguma por mais que pareça não promissora, faça licenciatura, iniciação científica, estágios técnicos, o que puder. Porque nem todo mundo consegue dar aula em universidades top, e há muitas opções técnicas em museus, institutos de preservação e na área pública como um todo. Nunca se sabe como vamos envelhecer e é preciso pensar na estabilidade sempre. Sobre a regulamentação da profissão, sou muito cética, porque esse projeto de lei favorece apenas a quem está bem acomodado nas grandes universidades ou tem cargos administrativos nas agências governamentais, preferia um projeto mais democrático… Um grande abraço!!!

  2. Eduardo Roberto março 9, 2014 às 11:59 pm #

    Professora,

    Esses dias (faz uns 2 anos.. rs) eu vi um documentário chamado “Ao Sul da Fronteira”. Lá o autor meio que aproximava a Venezuela, Bolívia, Equador, Paraguai (do Lugo) e Argentina como governos progressistas que sofrem golpes da mídia conservadora. Até citaram o governo Lula, mas mostrando como algo mais de centro, sem uma posição forte como esses outros governos. Esses governantes lutavam, ou lutam, contra o tal do “PIG”.

    Enfim, eu ouço falar bastante do bolivarianismo e as vezes acho que rola uma salada de conceitos em cima disso. Há uma mistura de tudo, e parece que aqui na américa do sul só tem 2 tipos de governo: os que são pró-PIG e os contra o PIG.

    Mas, acho que o kirchnerismo não tem muito a ver com o chavismo. Até mesmo o governo do Rafael Correa não tem muito a ver com o venezuelano e o da bolívia. Mas, no final, todos acabam jogando-os no mesmo saco e classificando como “esquerda anti-pig”.

    Da pra perceber que eu ando meio confuso sobre tudo. A pergunta é: o que acontece na América do Sul? Existe relação entre bolivarianismo e kirchnerismo, ou até mesmo peronismo? O governo do PT está nesse “movimento”? O chavismo é vítima ou vilão? E mais sobre o peronismo: são culpados pelo que acontece na Argentina? Até porque a herança do Menem foram 5 presidentes em 1 semana.

    Enfim, várias perguntas… rsrs

    Abraços,

    Eduardo

    • annagicelle março 10, 2014 às 12:55 pm #

      Suas perguntas são bem pertinentes Eduardo, veja você que um dos maiores defeitos das Ciências Sociais (e de alguns historiadores) é agrupar fenômenos relativamente parecidos para facilitar sua compreensão. Há diferenças imensas entre os governos da América do Sul, embora todos os que você citou apresentem com um perfil de centro-esquerda reformista. É necessário sempre pensar nos perfis étnicos e nas demandas regionais quando olhamos para esses governos, porque seus projetos variam muito em função das necessidades que detectam em suas populações, nesse sentido é claro que a Bolívia será diferente da Argentina que será diferente do Brasil. Com relação aos Kirschner, nem mesmo os peronistas são unânimes ao analisá-los, então muita coisa escapa ao olhar estrangeiro. O Bolivarismo não passa de um rótulo para criar uma solidariedade entre países que se veem severamente ameaçados pela política agressiva dos Estados Unidos, para entender a situação seria necessário observar cada país em suas particularidades e não apenas no que compartilham em comum. Aconselho você a pesquisar a história desses países e os projetos de Simon Bolívar para entender porque sua figura seduz até hoje o imaginário da América Andina. Obrigada pela sua audiência e um grande abraço!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: