Vídeo

Cantinho da História 92: História e Sociologia

25 mar

Nonagésimo segundo episódio da série educativa Cantinho da História, abordando aspectos sobre a possibilidade de colaboração entre História e Sociologia, a pedido de Fábio Matos.

Anúncios

4 Respostas to “Cantinho da História 92: História e Sociologia”

  1. Maria da Luz abril 20, 2014 às 7:59 pm #

    Caríssima,

    Estou sempre em visita ao seu blog, já assisti pelo menos uns 60 dos 100 videos disponíveis. Sempre esclarecedores. Inclusive, já perguntei e você já respondeu ( sobre materialismo cultural).
    Resolvi comentar este porque tenho interesse em trabalhar com sociologia do trabalho na minha dissertação de mestrado. Conheço os clássicos mencionados e nesse percurso encontrei um sociólogo do trabalho que utiliza a historiografia recente, ou seja, dos últimos 30 anos e inclui Tompson em seu referencial. Qual seja. Adalberto Cardoso, seu mais recente trabalho é A Construção do Trabalho no Brasil.
    Gostaria muito de confirmar com você essa ideia ou me certificar de que não passa de uma impressão.

    Abraço.

    • annagicelle abril 21, 2014 às 1:27 pm #

      Interessante, Maria da Luz, porque o Thompson não era sociólogo, embora a sociologia utilize constantemente alguns de seus conceitos. Nesse caso específico talvez o autor esteja usando o Thompson porque alguns de seus textos são decisivos para o redimensionamento dos estudos sobre movimento operário e sociedade de classes. Quem sabe… Um abraço!!!

  2. WALCKIRIA DA SILVA setembro 30, 2014 às 1:21 pm #

    Bom dia!
    Sou estudante do 6 º semestre de Ciências Sociais e estou desenvolvendo meu TCC sobre esta obra, assisti o Cantinho da História 115: Raízes do Brasil.

    Minha duvida é?

    Sergio Buarque faz uma dura critica a herança patrimonialista, ou seja, para o autor a herança cultural portuguesa estabelecida pelo modo de colonização que visava a principio apenas a obtenção produtos destinados ao enriquecimento da Metrópole influenciou o nosso desenvolvimento social o que ele descreve como homem cordial e aventureiro???

    A busca frenética pela obtenção de vantagens pessoais e a aversão pelo trabalho estão presentes em nossa formação.Essa argumentação pode justificar a violência como herança cultura???

    • annagicelle setembro 30, 2014 às 3:59 pm #

      Sim Walchiria. Você pode argumentar seguindo essa linha de raciocínio. Inclusive questionando a “cordialidade” do homem brasileiro, como fizeram Sérgio Buarque e Antônio Cândido. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: