Vídeo

Cantinho da História 120: Anarquismo

18 jun

Centésimo vigésimo episódio da série educativa Cantinho da História, abordando algumas interpretações do conceito de Anarquismo, a pedido de Odair de Morais.

Anúncios

4 Respostas to “Cantinho da História 120: Anarquismo”

  1. Eduardo Roberto junho 18, 2014 às 7:27 pm #

    Professora,

    Ultimamente eu ando lendo algumas coisas por aí sobre a postura da “pseudo-esquerda”. Basicamente, as pessoas estão esquecendo a luta de classe e aplicando uma luta partidária. Seria uma postura oportunista.

    Pesquisando sobre assunto por aí, vi sobre o livro do Lenin sobre a esquerda infantil, alguns blogs, artigos do PCO criticando o PT e um texto de um professor chamado Nildo Viana. Posso estar fazendo uma salada imensa, mas até um texto seu que fala sobre a nova esquerda, eu acho – e já não tenho mais certeza – que cai nesse assunto…

    Eu sou leigo no assunto. E num determinado momento eu fui argumentar sobre o assunto e citei o seguinte texto:

    http://movaut.net/wp-content/uploads/2012/09/Tempo-de-Elei%C3%A7%C3%B5es-Tempo-de-Ilus%C3%B5es-Nildo-Viana1.pdf

    Me falaram que esse texto é anarquista. E como eu sou um cara leigo, não sou formado e etc, já sinto que eu to vacilando. Mas, algo me diz que esse texto não é anarquista coisa alguma, e sim marxista. Até pelo que você falou sobre o Bakunin e pelo que pesquisei, o texto fala sobre uma ação contrária. E o que o texto diz sobre derrubar o processo eleitoral, seria uma forma de se chegar na tal “Ditadura do Proletariado”, certo? Hahah, já me sinto fazendo a salada de tudo de novo…

    Enfim, vem a pergunta: esse texto é marxista ou anarquista? E se não for nenhum dos dois, é o que?

    Talvez eu possa estar viajando completamente na maionese, mas a partir disso eu vou direcionando as ideias aqui… rs

    Abraços

    • annagicelle junho 18, 2014 às 10:15 pm #

      Olá Eduardo, esse autor de fato é marxista, só que rouba a ideia do voto nulo (que é anarquista) e adapta ao que ele chama de “marxismo libertário”. É difícil mesmo localizar-se na confusão atual, em que cada maluco inventa uma leitura e um rótulo novo. Para você entender melhor e conseguir identificar o discurso desses camaradas, leia Marx, Lenin, Bakunin e veja suas ideias originais. Ai você vai conseguir identificar quem está sendo sério e quem só está aderindo ao ôba-ôba moderninho. 🙂

  2. Eduardo Roberto junho 18, 2014 às 10:42 pm #

    Olá,

    Obrigado pela resposta.

    E esse tal de Anton Pannekoek? Pode levar a sério?

    • annagicelle junho 18, 2014 às 11:52 pm #

      No início da Revolução Russa, havia todo tipo de pensadores marxistas brigando pelo legado de Marx, esse Pannekoek é apenas mais um. O tal de Nildo Viana foi procurar um teórico totalmente desconhecido para justificar seu pensamento. Eu jamais havia ouvido falar dele até este momento e tive de verificar na rede para ver quem era. 😦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: