DELENDA BRASILIS

5 maio

Confesso que, a cada dia que passa, considero mais difícil (diante do noticiário que a grande mídia omite) entender qual é o projeto das classes dominantes para o Brasil. Não é que eu deixe de perceber aonde tudo isso nos leva, longe disso, minha dificuldade é conseguir aceitar que existe alguma inteligência coordenando esta rota suicida. E que essa inteligência queira viver em um país aniquilado.

 

Era tão ruim assim quando os índices sociais estavam altos? Era tão terrível quando nossa economia nos colocava nas grandes mesas de decisão do poder mundial? Era tão pavoroso quando o país parecia que estava se encaminhando lentamente para pertencer a todos?

 

Ou tudo não passa de uma vingança rancorosa e não existe plano de futuro algum? Será que devo aceitar que essa súcia de congressistas, administradores, banqueiros, financistas, industriais e outros tantos golpistas (brancos, velhos e cristãos) sacrificaria um país inteiro para garantir a si e seus descendentes um futuro de rentismo parasitário, inútil e nababesco? Será que devo ver uma geração inteira ficar sem futuro para que essa quadrilha de inúteis viva em um luxo estúpido e se banqueteie nas entranhas do poder?

 

Tenho oscilado entre a tristeza e a raiva por meses, entre a impotência e a revolta, entre o desânimo e a desesperança. É como se estivesse no camarote assistindo a uma política de terra arrasada similar à que os czares russos usaram contra Napoleão. E o que vejo é a mesma indiferença de quem queimava as colheitas para não dar comida ao inimigo, sem se importar de estar matando de fome o próprio povo.

 

Porque os parasitas não tem povo, e sim servos. Os parasitas não lideram, apenas se prendem ao poder como sanguessugas e absorvem tudo o que podem até transformar a sociedade em uma carcaça exaurida. Os parasitas não se sentem responsáveis por ninguém, nem mesmo por seus descendentes, que herdarão as ruínas de sua inépcia.

 

São psicopatas narcisistas. Envergam roupas de grifes e embolsam salários inconstitucionais enquanto acumulam fortunas em benefícios indevidos e condenam a população ao desemprego, ao subemprego com jornadas de século XIX, ao trabalho escravo no meio rural e à total ausência de futuro, uma vez que nenhum de nós vai poder se aposentar. E é a isso que querem nos reduzir.

 

E a grande imprensa se cala enquanto recebe polpudos subsídios. Afora honrosas exceções, não se vê crítica ou análise criteriosa das implicações que as medidas tomadas pelo governo golpista e ilegítimo (amparadas por um Congresso fisiológico e um Judiciário carcomido pelo vício das castas) podem acarretar ao país e à sociedade. Ao contrário, os grandes conglomerados de mídia atuam como agressivos marqueteiros dos vampiros de Brasília.

 

O futuro nos foi roubado, assim como a democracia capenga que tanto nos custou. O que vemos hoje é uma somatória abjeta de arbitrariedades, que não tem legitimidade e nem mesmo objetivo, a não ser nos esmagar. E estão conseguindo.

 

Nossos protestos são omitidos dos noticiários, ou tratados de maneira dúbia para que o resto da população nem perceba que existe uma resistência ao golpe. O golpe é negado ou ridicularizado. A grande maioria da população permanece indiferente, e não tem como perceber as implicações de cada nova notícia estarrecedora, porque os âncoras e repórteres lhe oferecem a taça de veneno como se fosse um prêmio.

 

Delenda Brasilis, o Brasil deve ser destruído. Para quem? Com que objetivo?

 

Se é assim, então, que seja…

 

Mas eu, que não sou cristã e não tenho obrigação alguma de oferecer a outra face a quem me agride ou humilha, deixo aqui a minha maldição impotente. É pouco, mas é de coração:

 

Que todos e cada um dos apoiadores, promotores e organizadores deste golpe, assim como os defensores das medidas que nos esmagam, seja maldito, que a comida lhes seja sempre amarga, que os pesadelos os acossem noite após noite, que jamais recebam carícias (nem mesmo compradas), que o medo aprisione suas mentes, que o descanso lhes seja negado, que sejam abandonados por aqueles a quem mais amam e que suas terras, seus bens e suas fortunas se tornem estéreis, assim como seus corpos e suas vidas.

Anúncios

6 Respostas to “DELENDA BRASILIS”

  1. Paulo Pinheiro Machado maio 5, 2017 às 2:14 pm #

    Ótimo texto. Também não entendo o projeto dos golpistas. Vai ver querem aumentar suas rendas e ir para Miami. Afinal é uma classe dominante colonial que nunca se sentiu em casa dentro do país.

  2. Iana maio 7, 2017 às 1:24 am #

    Perfeito. Estou muito feliz em descobrir você e seu blog. Ao menos, todo este golpe está valendo para buscarmos muito conhecimento, o melhor conhecimento.

  3. Marco maio 15, 2017 às 11:24 pm #

    Que seu escrito faça eco na história horrenda de nosso pais, ou pelo menos do que sobrar dele, após a passagem do tsunami da corrupção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: