Arquivo | recomendando filmes RSS feed for this section
Vídeo

Terrorismo poético 4: solidificando a dissidência

1 nov

Sensacional o novo trabalho do artista alternativo multimídia Maicknuclear. Vale a pena ver que existe vida inteligente e crítica, que não precisa da chancela idiotizante da indústria cultural. Assistam e divulguem!!!!!

Vídeo

GoPro: Rolling Down the Barrio With MaicknucleaR

16 jun

Mais um curta (este curtíssimo) do MaicknucleaR. Recomendo também Cola de Farinha e a série Terrorismo Poético. O mundo está cheio de gente “performática” que se diz artista mas não tem nada a dizer, o Nuclear é um cara que quebra esse modelão nonsense, ao realizar trabalhos que aliam uma ácida ironia em relação à sociedade consumista e um raro lirismo popular, sem concessões à indústria cultural. Vale a pena assistir.

Vídeo

Curta Documentário Cola de Farinha – de Maicknuclear.

13 jan

Sensacional este curta, realizado pelo Maicknuclear, artista visual e escritor. Dá uma dimensão inesperada da arte de rua em São Paulo. Recomendo também procurar a série “Terrorismo poético”, que mostra interações urbanas surpreendentes.

Vídeo

Ilha das flores – de Jorge Furtado

26 ago

Esse talvez seja o curta metragem mais significativo do cinema brasileiro, da década de 80 certamente é. Muitos professores já o usam em sala de aula e espero que assim continue!

Vídeo

Dark Shadows original.

14 jul

Essa onda lamentável de refilmagens às vezes traz surpresas boas. O filme de Tim Burton é bonzinho, mas nada se compara à série original. Vai aqui uma amostra…

Woody Allen

14 jun

Hoje não vou recomendar um filme, mas um diretor. Sigo a carreira de Woody Allen há bem uns trinta anos e tem sido um dos meus diretores favoritos, mesmo com seus altos e baixos. Um dos grandes problemas do cinema estadunidense perceber-se como “indústria de entretenimento” é que o entretenimento se tornou mais importante que o vehículo que o produz e divulga. Em toda a minha vida, raramente fui ao cinema por divertimento, meus filmes favoritos são aqueles que me deixam noites sem dormir, que me arrancam lágrimas e soluços, que escondem uma ironia por trás de cada gargalhada, enfim que me marcam emocionalmente e me incentivam intelectualmente. Por isso defendo Woody Allen e recomendo sua filmografia a todos que querem algo além de alguns momentos de escapismo banal quando assistem um filme. E aqui vai uma lista dos meus favoritos que recomendo ver e rever:

Annie Hall (na tradução: Noivo neurótico, noiva nervosa – vai lá saber porquê…)

Manhattan

Memórias

A rosa púrpura do Cairo

A era do rádio

Crimes e pecados

A outra

Simplesmente Alice

Neblina e sombras

Igual a tudo na vida

O sonho de Cassandra

Scoop

Vicky Cristina Barcelona

Meia-noite em Paris

Cada um desses filmes é uma pequena obra-prima com imagens e trilha sonora irrepreensíveis, diálogos bem escritos e um profundo conhecimento da natureza humana em sua nuances mais escuras e sombrias, sem perder o humor autodepreciativo e a ironia. Se vocês gostarem desses, procuram mais e divirtam-se!

Lawrence da Arábia – de David Lean.

24 abr

Um filme belíssimo a partir de uma história brutal. Fotografia, música, interpretações, direção de arte, tudo é irrepreensível e tratado com o respeito indispensável quando se conta a história de alguém real, mesmo que icônico e mítico como Lawrence. Muito se tem malhado Peter O’toole nas últimas décadas, mas eu o adorei neste papel. Entretanto, quem realmente brilha por uma interpretação perfeita é Anthony Quinn. Este é um filme para ver-se com tempo e disponibilidade, porque foi feito para uma época menos frenética e imediatista. A lentidão leva à reflexão que nos falta hoje.